Buscar
  • Luísa Aranha

Sem dono

Eu não uso mais coleira

Nem saio abanando o rabo.

Aprendi a correr livre

pela rua,

a latir pra cada carro que passa

estragando a brincadeira.

Cansei das rações,

reviro os lixos atrás de novos sabores,

cheiros e experiências.

Obedecer a comandos

não quero mais.

Finjo não ouvir e mordo se insistir.

Porque depois que a gente escapa da guia

e descobre a liberdade

não tem quem consiga

nos fazer parar de verdade.

LOGO CeP IMPRESSAO.png