Buscar
  • Luísa Aranha

Pessoas nocivas

As vezes eu tendo entender a lógica das pessoas nocivas. Como ervas daninhas que se infiltram em campos floridos, as pessoas negativas se infiltram no meio de nós. E quando menos percebemos nos contagiam com sua energia.

Não acho que fazem por mal. Ao contrário disso, na maioria das vezes, acredito que fazem para se proteger. Só que não percebem que ao se esconder acabam dissipando veneno pelos poros.

Sabe aquela pessoa que quando todos comemoram, joga um balde de água fria, fingindo-se de sincera, para esconder sua frustração. Todos querem ir a festa, ela não pode. Mas em vez de ser realmente sincera e dizer que não ir ir precisa dizer que não vai porque não quer, porque a festa estará cheia, quente...

Não. Isso não é sinceridade. Isso é veneno, é máscara, é se esconder dos próprios sentimentos. É medo da frustração.

Eu gosto de pessoas sinceras. Mas ao contrário do que maioria diz sinceridade nada tem a ver com grosseria. Sinceridade é também empatia. Sinceridade é dizer o que pensa, sem tentar atingir o outro. Quando você usa da sua sinceridade pra machucar, isso se chama maldade.

Depois de um certo tempo descobri que pessoas assim, usam tanta máscaras e desculpas para continuarem perpetuando a negatividade que a única coisa que podemos fazer é mantê-las distantes. E quando é inevitável o convívio, apenas não deixamos que a sua energia nos contagie.

Porque o mundo precisa demais de pessoas que pensem diferente, que não tenham medo de se expor e expor suas verdades, mas principalmente o mundo precisa de mais gente honesta, sincera e que saibam se colocar no lugar do outro.

LOGO CeP IMPRESSAO.png

©2019 by Luísa Aranha. Proudly created with Wix.com