Buscar
  • Luísa Aranha

Para o Leo, com carinho

O #ProjetoCartas, propõem que no mês de fevereiro nossa carta seja pra um personagem ficticio. Eu poderia mandar para muitos personagens que já me tocaram ou marcaram de alguma forma, mas escolhi enviar para o Leonardo, o protagonista de Sexo Virtual, Amor Real . Tenho covivido demais com ele nesses últimos dias. E ele já está espaçoso na minha imaginação, deitado no sofá, enquanto vai me contando a sua história, que em breve será publicada! Sem mais delongas...

Leo,

As coisas acontecem porque tem que acontecer... Foi você que disse isso um dia para Nina, tendo consola-la pela morte do namorado. Chega a ser antagônico pensar em você falando isso e ver toda a luta que você travou com seu inconsciente para seguir seus impulsos e deixar as coisas acontecerem. Hoje, sei que você entende melhor essa frase e todo o seu significado.

Eu me apaixonei por você de cara. Quando Nina começou a te conhecer melhor, a falar de ti. Não deu pra evitar, sabe? Você sempre falando as coisas certas, sendo pé no chão, mentando as coisas controladas e sendo carinhoso. Fora que as coisas que você imaginava deixa qualquer uma com um furor uterino... Mas não é só isso.

Você não é o galã. Você é o cara comum, aquele que sei que posso tropeçar em qualquer esquina, que está perdido pela vida, pelas ruas de cidade. Você é aquele cara que ninguém olharia no primeiro momento, talvez só pela sua altura... Não é gordo, nem magro, é bonito, mas não lindo... não é sarado e nem o cara podre de rico que a gente lê em todos os livros. Você está batalhando a sua vida, lutando pelas coisas que quer, aprendendo a crescer. Se não for uma tarada por ombros largos e mãos grandes, ninguém te olharia no primeiro momento.

Mas aí você fala. Sua voz grave, um pouco rouca. As palavras certas. A gente te olha no olho e enxerga a imensidão de sentimentos que transbordam de ti e mesmo você querendo controla-los, querendo manter sua vida planejada e organizada, você se entrega ao que sente. E mostra que existe um cara que também é impulsivo, em poucos momentos, eu melhor do que ninguém sei... mas é nesses momentos que as coisas acontecem porque tem que acontecer...

Então você se apresenta a mim e diz que precisa me contar o que sentiu e as coisas que aconteceram depois do teu encontro com Nina. Depois de finalmente poder dizer, olhando nos olhos dela que a amava. E eu descubro que aquele cara que eu já amava é ainda mais coisas. Você deixa de ser o perfeito para ser o cara ideal. Por que você também tem medos, fraquezas e por mais difícil que as coisas sejam, você não desiste. Você sabe realmente o que quer. Passa pelo inferno e não tem vergonha de dizer que nunca mais quer estar lá... E isso é... é tudo.

E todos esses dias convivendo contigo, deixando com que tu tome conta de 80% do meu dia, me fazendo escrever exaustivamente, me deixando doida por não parar de falar em meu ouvido, até quando levanto para fazer um simples xixi (sim, você não precisa fazer xixi, mas eu preciso!) ou quando vou dormir e sonho com você... todos esses dias fazem com que eu me apaixone ainda mais por você e com que eu tenha esperanças no amor, na vida e na vontade de superar qualquer coisa.

Obrigada Leo. Por não desistir da Nina, não desistir de mim... por estar sempre aqui e por me convencer de que as coisas acontecem porque tem que acontecer.

Com carinho, da tua autora.

LOGO CeP IMPRESSAO.png

©2019 by Luísa Aranha. Proudly created with Wix.com