Buscar
  • Luísa Aranha

Imagine

Um dia eu descobri que não precisamos mais da proximidade física. Um dia eu entendi que tudo que havia entre nós era energia pura. Um dia eu imaginei que você não tinha partido. Apenas imagine, por um instante, que estou exatamente ao seu lado. Feche os olhos. Agora. E imagine.

Nós dois no seu quarto, deitados de frente um para o outro. Imagine como se você estivesse vendo pelos seus olhos. Você olha pra mim, rosto a rosto. Vê meus olhos no escuro, um brilho longe. Não vê, mas sente meu corpo encostando no seu. Quente. Minha barriga encostando na sua. Você sente o cheiro do meu perfume mais forte a cada vez que eu me aproximo. Meu corpo todo gruda no seu. Sem amarras, sem barreiras, sem nenhum tipo de impedimento que não seja a sua pele e a minha.

Consegue se imaginar assim? Meu olho vidrado no seu e nossos corpos colados. Quentes, suando. Você não vê mais nada, só meu rosto. Sente minha mão deslizando nas suas curvas. Descendo pelas suas costas até chegar na sua coluna. Deslizando com a ponta da unha. De leve. Ainda não te beijei. Só te olho.

Te sinto nervoso. Tenso. Sei que você está, e é exatamente o que eu quero. Te beijo. Você fecha os olhos e não vê mais nada. Só sente a minha língua na sua,  molhada e quente. Você sente minha mão percorrendo cada curva do seu corpo. Suspira de leve. Abre os olhos e me encara. Aproxima ainda mais nossos corpos e me da recados pelo seu olhar. Que eu obedeço. Sei exatamente o que você quer. O que você gosta. Então mordo sua orelha te fazendo arrepiar, arquear e ofegar.

Seu corpo pulsa esperando o meu. Cada pulsada é um suspiro a mais, um gemido a mais, um tom mais alto.  Minhas mãos fazem caminhos sem lógica. Suas mãos me puxam mais perto, mais dentro, mais forte. Seguro seu cabelo e sussurro em seu ouvido "não existem mais distâncias" e você se entrega a nossa imaginação.

E não existem mais distâncias para nós. Nesse mundo, em outro mundo. Nessa vida ou em outra. Nossa conexão nunca terá fim e mesmo que a sua voz não possa ser ouvida ainda assim ela ela ressoa ma minha cabeça com uma suave melodia. Não existem mais distâncias. Onde quer que você esteja no meu peito ainda bate seu pulsar.

-------------

📷Gostou? Então confere meu último lançamento "Sexo Virtual, Amor Real" na nossa livraria.

LOGO CeP IMPRESSAO.png

©2019 by Luísa Aranha. Proudly created with Wix.com