Buscar
  • Luísa Aranha

Depois da tempestade

Sempre me disseram que depois da tempestade vem o sol. Ou que depois do furacão vem a calmaria. Não sei. São fenômenos da natureza, que por mais que tenham explicações cientificas ninguém entende bem porque acontecem. A vida não é muito diferente disso. Depois daquela fase bem bad vem um fase bem boa. Mas ai as coisas se repetem.

Altos e baixos. A vida é feita disso. Sofremos, nos recuperamos, sofremos de novo e assim estamos vivendo um ciclo vicioso que parece nunca ter fim. E isso cansa. Eu ando cansada dessa montanha russa, da roleta russa, de tudo russo. Prefiro a calmaria das noites entediantes que o eterno frio na barriga. Quero poder sorrir sem me lembrar ou me preocupar como será o dia seguinte. Dormir e acordar sem o medo do desconhecido.

Eu sei que são fases. Que eu passo, você passa, todo mundo passa. Algumas piores que as outras, outras piores que algumas. Não tem muita lógica ou previsão de como tudo será. E ás vezes eu tento não me importar, tento fingir que não vejo, mas me da um medo só de saber que nesse mundo parece que sempre vence quem é mais filho da puta.

Da desanimo de pensar que quem faz alguma coisa se ferra e quem só ferra os outros se da bem. Será que é tão difícil em vez de odiar amar? Será que é tão difícil apenas viver a sua vida e deixar os outros em paz? Que motivação é essa do ser humano que sempre está tentando ferrar com alguém indiscriminadamente?

Eu quero paz, eu espero paz. Eu quero apenas esquecer que um dia eu me dediquei a algo que me destruiu. Quero apenas que venha o pós tempestade e dessa vez sem que tenha volta em algum ciclo. Fechar essa história, deixar para trás e não me lembrar que um dia isso aconteceu na minha vida. Quero seguir em frente, sem medo do passado.

-------------

📷Gostou? Então confere meu último lançamento "Sexo Real, Amor sem igual" na nossa livraria.

LOGO CeP IMPRESSAO.png

©2019 by Luísa Aranha. Proudly created with Wix.com