Buscar
  • Luísa Aranha

Ai, que sina

Ai que sina é essa

que se apresenta com essa pressa

quando a gente faz amor

Diga o mistério que tem o teu corpo

que o meu transforma em fogo

Quando tuas mãos trafegam aceleradas

e minha respiração desencontrada

sussurra ao teu ouvido que só quero

ser teu calor sentido.

Eu sei que mais nada importa,

quando me encontro solta

e livre pra você

Eu te quero percorrendo cada espaço,

cada pequeno pedaço, do que me faz eu,

com teus dedos, tua língua, sentindo o calor da tua saliva

o sabor do teu cheiro e sabendo que essa sina

dessa pressa é de outra vida.

E que a gente segue fazendo amor gostoso,

brincando o nosso jogo,

que não tem graça com outro ser.

LOGO CeP IMPRESSAO.png

©2019 by Luísa Aranha. Proudly created with Wix.com