PRAZER, NALDO

Algumas escolhas, deixam marcas que jamais cicatrizam.

Enquanto alguns caras se jogam em viagens em busca de si mesmo e outros nas bebidas, Naldo busca o único anestésico que conhece para não sentir dor: o sexo.

Mas quanto mais se anestesia, mais sua vida desaba, e agora, a única coisa que lhe resta é obedecer. Entre o limite do prazer e da dor, pode existir amor.

Será?

©2019 by Luísa Aranha. Proudly created with Wix.com