Buscar
  • Luísa Aranha

Só diz…

Diz que pensa em mim,

tanto quanto penso em você.

Diz que não é um jogo,

E, se for, o empate é fogo.


Fala pra mim o que sente,

o que pensa e o que imagina.

Me conta tuas fantasias,

me deixar sonhar com um dia.


Soletra o meu nome em reza,

gemendo no meu ouvido.

E a cada vogal aguda,

arrepia minha nuca.


Verbaliza teus medos,

remendos, anseios.

E me deixa te conhecer

até o alvorecer.


Canta teus sonhos,

me embala em tua melodia.

Deixa eu aprender o ritmo,

que em tua alma é avenida.

Discursa tuas vitórias,

comenta tuas glórias.

Mas não esquece,

de ouvir as minhas.


Debate com tua língua,

minhas partes entorpecidas.

E me diz, por fim,

que eu também sou o que sempre quis.

LOGO CeP IMPRESSAO.png