Buscar
  • Luísa Aranha

Não te perdoo

Nunca foi o fato físico que mais doeu, foi a mentira, a falta de caráter, a dissimulação. Nunca foi a cerca pulada, mas as mensagens trocadas, o deitar pensando em outra, os dizeres de amor, mesmo que mentirosos.

Não existe perdão. Podem se passar mil anos, ainda assim eu lembrarei. Lembrarei porque doeu. Lembrarei porque as cenas que eu imagino se repetem na minha cabeça, infinitas vezes, mesmo que eu tente não pensar, mesmo que sejam apenas a minha imaginação.

Por mais que eu saiba que fiquei calada, que engoli o orgulho e decide por conta própria ficar ao teu lado, não significa que exista perdão. Existi apenas um relevar.

Nunca mais vai haver confiança. Nunca mais o amor será o mesmo. Jamais me entregarei de novo. Uma vez é suficiente pra entender que meu coração sangra e nunca cicatrizará.

Traição não tem perdão. É a mais pura verdade, mas a falta de perdão não significa o fim. É a mais covarde realidade.

LOGO CeP IMPRESSAO.png

©2019 by Luísa Aranha. Proudly created with Wix.com